A importância de uma boa noite de sono

A maioria das pessoas sequer tem a noção da importância de uma boa noite de sono. Cada pessoa precisa de uma quantidade de horas diferente, mas dormir essa quantidade toda noite ou pelo menos quase toda noite gera um benefício para sua saúde sem precedentes.

Caso você seja uma dessas pessoa que não conhece bem a importância de uma boa noite de sono para a sua vida, acompanha esse post até o final para que você possa entender o provável motivo de seu treino não estar dando resultados.

Para emagrecer é preciso dormir

Primeira regra: Não é o seu sono que deve ser ajustado à sua alimentação, mas sim, sua alimentação que deve ser ajustada ao seu sono. Coma aproximadamente duas horas antes da hora de dormir, caso esteja com fome, depois disso, mais alimento nenhum, se alimente apenas no dia seguinte. Caso você siga uma dieta low carb, dá até para ajustar um jejum aí nesse horário.

Existe um trio que precisa ser cuidado se você precisa emagrecer, que é:

  1. Alimentação
  2. Treino
  3. Boa noite de sono

Tudo é importante e se você negligenciar qualquer um desses pilares não atingirá o máximo de resultado no seu treino.

Seu músculo ganha no descanso

Não pense que só quem quer emagrecer precisa dormir bem, pelo contrário, quem quer ganhar massa magra tem que dar uma atenção ainda maior ao sono porque é durante o descanso que seu músculo cresce.

É importante que você também entenda que cada pessoa precisa de uma quantidade diferente de horas de sono. O mais comum são 8 horas por noite, mas algumas pessoas repõem as energias com apenas 5 ou 6, já outra precisam de 9 ou 10. É o seu corpo que determina isso e não é difícil de descobrir.

Basta que você tire um dia para acordar sem despertador e observe quantas horas você dorme sem ser acordado, ou seja, acordando por sua conta. Lembre-se que dormir demais também não é bom, você acaba ficando com preguiça o dia inteiro, então, baseado nisso vá ajustando suas horas de sono.

Quando eu digo que seu músculo cresce enquanto você dorme é porque na hora do treino, você causa micro lesões no músculo que são recuperadas com a alimentação correta e enquanto seu corpo está bem relaxado. Se você não fornecer o combustível do músculo e não der o relaxamento que ele precisa, ele não se recupera das micro lesões.

Dorme bem, come bem? E o treino?

Caso não tenha tempo de treinar, montar uma academia em casa pode ser a solução. Você acha caro? Então não conhece a Ergofit, não é mesmo? A loja de equipamentos de academia com o melhor custo benefício da internet, que entrega os aparelhos na sua casa com toda comodidade e conforto.

Acesse www.ergofit.com.br e confira tudo o que essa empresa com 20 anos de experiência na área tem a te oferecer. Preços que cabem no seu bolso, condições de pagamento certas para o seu orçamento e qualidade que você só encontra na Ergofit.

A importância de um bom nutricionista

Sabe quando a pessoa está assistindo um jogo de futebol e fica dando palpite como se fosse técnico? Estão fazendo isso com a sua saúde na internet. Os coaches, que na tradução literal significaria inclusive algo como técnico, estão passando informações muitas vezes de forma irresponsável, mas o profissional adequado para prescrever sua dieta é apenas o nutricionista e o post de hoje é para falar sobre a importância de ser acompanhado por um bom profissional de nutrição.

Se você quer emagrecer ou ganhar massa magra de forma saudável, sem comprometer a saúde do seu corpo, pesquise sim informações na internet, mas procure fontes confiáveis e sempre confirme com seu nutricionista sobre a veracidade destas informações e se elas são relevantes no seu caso, afinal, cada pessoa tem um histórico de vida diferente.

Quando você se alimenta bem, emagrecer é consequência

Levando em conta seu histórico médico, seu perfil, seu objetivo e os resultados dos exames que seu nutricionista vai pedir, ele vai montar uma dieta personalizada para você. Mas se o seu problema é encontrar um bom nutricionista, as dicas a seguir vão te ajudar:

  • Peça indicações de amigos
  • Procure no guia do seu plano de saúde
  • Coloque no Google uma busca de nutricionistas na sua região
  • Pesquise no conselho de nutrição os profissionais que encontrar(CRN)
  • Procure no Instagram o nome do médico para ver se ele tem um perfil profissional nessa rede social e veja suas postagens para entender se a linha tomada por ele tem a ver com o que você quer para sua vida

Comida pode ser remédio ou veneno, basta você saber escolher. Se você consumir os alimentos corretos pode controlar até mesmo doenças como diabetes e hipertensão arterial, já se você consumi-los errado pode agravar ou até causar esse tipo de doenças.

Gordura abdominal em excesso não é só feio

Não pense que a implicância do pessoal da malhação com a barriguinha é apenas pela estética. Gordura abdominal em excesso pode esconder problemas muito mais graves e aumenta os riscos de doenças cardiovasculares e também as chances de um AVC.

Para saber se você está com excesso de gordura abdominal, você pode fazer uma conta simples para avaliar apenas esse quesito. Pegue uma fita métrica e meça a parte mais fina do seu abdômen, mais ou menos 2 dedos acima do umbigo, então meça a parte mais larga do seu quadril, onde o bumbum é maior. Faça a divisão do resultado da cintura pelo do quadril. As mulheres devem ter o resultado dessa divisão menor que 0,8 e os homens menor que 0,95.

A gordura acumulada nos quadris e coxas mais comum nas mulheres é um fator favorável, já que essa gordura não se solta com tanta facilidade como a do abdômen, que por sua vez vai para o coração e pode causar o infarto.

Academia em casa

Depois de consultar um nutricionista, comece a praticar atividade física. Na sua casa mesmo é possível montar uma academia. Basta acessar www.ergofit.com.br e encontrar os melhores equipamentos com preços que cabem no seu bolso e condições que cabem no seu orçamento.

 

Dicas para sair do sedentarismo

Princípio da inércia… um corpo em repouso tende a permanecer em repouso, um corpo em movimento tende a permanecer em movimento. Princípio da física que, apesar de não se aplicar literalmente ao sedentarismo, representa muito bem o que acontece com o nosso corpo em relação aos exercícios, não é mesmo?

Quando estamos praticando exercícios regularmente, o corpo se acostuma e deixa de ser um “martírio”, por outro lado, quando paramos de fazer atividade física, parece que as articulações ficam entrevadas e para retomar é muito difícil.

Pensando nisso, decidimos dar algumas dicas para sair do sedentarismo sem que para isso você precise sofrer tanto ou sair muito da sua rotina. Lembre-se: o sedentarismo mata mais que arma de fogo mesmo em um país violento como o nosso, já que ele agrava problemas como a obesidade, diabetes, hipertensão arterial, problemas cardiovasculares, entre outros.

Transforme sua rotina em atividade física para sair do sedentarismo

Sua rotina é corrida? Eu sei… a da maioria das pessoas é e você pode achar que não é possível incluir mais nada nela, mas veja as dicas abaixo e você vai ver que dá sim. Por exemplo, você se desloca de ônibus para ir trabalhar ou estudar? Que tal acordar uns minutinhos mais cedo e caminhar para um ponto de ônibus mais longe? Um ou dois além do seu ponto já vai fazer a diferença e dependendo você até consegue pegar o ônibus um pouco mais vazio.

Ok, ok, você não vai de ônibus, vai de carro… que tal trocar o carro por uma bicicleta? Tem cidade que tem o trânsito tão cruel que de bicicleta você gasta a metade do tempo ou menos, além disso faz uma atividade física, não gasta e não polui o meio ambiente. Você pode começar devagar, indo até a casa de um amigo que more mais perto do trabalho, deixar a bicicleta lá e ir com ele, ou em algum lugar seguro, o que vale é o treino.

Aproveite seu horário de almoço

Muitas pessoas têm duas horas de almoço e aí dá pra fazer muita coisa, não é mesmo?! Malhar pode se incluir nesse monte de coisas. Um treino de musculação dura em média 45 minutos, se você não precisar emagrece, apenas ganhar massa muscular, você poderá treinar 3 dias na semana e ainda sobrarão 2 horários de almoço para resolver outras coisas.

Se próximo do seu trabalho não houver uma academia, talvez haja uma área aberta para caminhar ou correr. Se tiver local para tomar banho, problema resolvido, troque de roupa na hora do almoço, faça uma boa caminhada e depois que o corpo estiver mais treinado, passe a correr. Procure se organizar para fazer isso antes do almoço, de barriga cheia fica mais difícil.

Treinando em casa

Se você chega em casa e perde uma hora mexendo no seu celular vendo bobagens ou faz isso logo que acorda, retire esse hábito que não traz nenhum benefício e faça uma hora de exercício em casa. Para isso, você pode adquirir equipamentos muito baratos na Ergofit através do site www.ergofit.com.br. Lá você encontra equipamentos fitness com condições de pagamento que cabem no seu bolso.

 

O que muda com a idade no desenvolvimento do corpo na musculação

Não há idade para fazer musculação, apenas se recomenda que para iniciar, já se tenha atingido a altura que terá na fase adulta e para saber isso, basta que não se tenha crescido nos últimos 12 meses. Já a idade máxima, não existe, se você tiver 100 anos e tiver mobilidade para praticar qualquer atividade física, o ideal é que pratique e a musculação na terceira idade é a mais indicada.

A preferência pela musculação se dá pelo fato de que na terceira idade a massa muscular vai diminuindo com maior intensidade e assim os ossos ficam mais expostos aumentando os riscos de lesão. Quando você pratica musculação, mesmo que comece já na terceira idade, você compensa essa perda.

Mas o post de hoje não irá falar apenas sobre a musculação na terceira idade, mas sim sobre a mudança no desenvolvimento do corpo de acordo com a idade do praticante. Ficou curioso? Então fica com a gente e acompanha esse post.

Diminuição do volume muscular

A sarcopenia, que se trata da diminuição de massa muscular com a idade, já foi citada acima, e se você acha que essa diminuição acontece só na terceira idade, se engana. A partir dos 30 anos de idade sua massa muscular já vai diminuindo e isso se acentua a partir dos 50 e fica extremamente visível após os 60.

Isso acontece porque depois dos 30 começamos a reduzir a produção de hormônios no nosso corpo e eles é que são responsáveis por produzir as fibras que formam os músculos. Os sintomas da redução da massa muscular são a redução no equilíbrio, diminuição da força e até mesmo da disposição para as tarefas do dia a dia e para a prática de atividades físicas.

Além da prática de musculação para compensar isso, manter uma alimentação saudável, rica em proteínas, frutas, legumes, verduras, tirando os carboidratos processados, fontes de açúcar e gorduras vegetais como margarina e óleo de soja, por exemplo.

Como evitar a redução da massa muscular

Algumas mudanças simples de hábito podem reduzir os impactos da idade no seu corpo, entre elas podemos citar:

  • Prática de musculação pelo menos 3 vezes por semana por pelo menos 40 minuto, só não se esqueça que é preciso consultar um médico antes de iniciar qualquer atividade física e só realizar com acompanhamento profissional;
  • Não fumar;
  • Só consumir de forma moderada as bebidas alcoólicas;
  • Não fazer uso de drogas ilícitas;
  • Ter como base da sua alimentação comida de verdade reduzindo ao máximo o consumo de industrializados;
  • Evitar o sedentarismo;
  • Realizar exames de rotina.

Fazer musculação em casa ajuda a prevenir a perda de massa muscular

Se você não tem tempo de frequentar uma academia, ou não gosta do ambiente da academia seja por vergonha ou por falta de paciência mesmo, você pode adquirir os equipamentos e treinar em casa com a ajuda de um personal trainer.

Acesse www.ergofit.com.br  ou ligue para (11) 3043-8300 e conheça a empresa que vende os melhores equipamentos fitness do mercado e entrega na sua casa, garantindo uma manutenção de qualidade no caso de haver algum problema, já que a Ergofit faz parte de um grupo que fabrica os próprios equipamentos tendo sempre à disposição peças de reposição.

 

Peso estagnado, como a musculação pode ajudar?

O famoso platô é observado na maioria das dietas e é quando você simplesmente para de emagrecer e seu peso fica estagnado. O que acontece é que nosso corpo é muito inteligente e ele reage a baixa oferta de nutrientes acumulando gordura que além de nutrir o corpo protege contra o frio e é gasta de forma muito mais lenta que outras fontes de energia como a glicose.

Há séculos atrás, a produção de alimentos não era como hoje e o humano precisava caçar e passava por períodos de escassez, dificilmente havia sobra, mas o que se comia além do necessário se acumulava em forma de gordura para que o corpo fosse capaz de aguardar uma próxima refeição.

Graças a uma série de fatores, temos uma oferta gigantesca dos mais diversos tipos de alimento e apesar disso ser muito bom do ponto de vista prático, o nosso corpo continua com o mesmo processo de funcionamento e ele estoca gordura muito facilmente.

E por que é tão difícil emagrecer?

Existem muitos motivos e alguns deles são independente de nossas ações como hormônios, hereditariedade, maus hábitos alimentares na infância, doenças, tratamentos médicos que causam retenção líquida ou facilitam o ganho de peso entre outros.

Mas a maioria dos motivos que causa o ganho de peso foi por ações nossas ou está completamente sob nosso controle e entre eles podemos citar o consumo excessivo de alimentos, o consumo de alimentos ricos em carboidratos processados, o sedentarismo e outros comportamentos nocivos a nossa saúde.

A desaceleração no metabolismo também é muito citada principalmente por quem já passou dos 30 anos de idade, mas é possível ser contornado. Como o assunto se trata do peso estagnado, isso quer dizer que você já conseguiu emagrecer alguns quilos e agora a perda diminuiu a velocidade ou até parou.

Será que você realmente continua fazendo tudo o que estava fazendo antes para conseguir emagrecer ou acabou relaxando porque já obteve algum sucesso? Se de fato você está fazendo tudo certo, só está faltando um gatilho para “acordar” seu metabolismo, e esse gatilho é a atividade física.

A melhor atividade física para combater o peso estagnado

Qualquer mudança positiva que você promova ao seu corpo irá te ajudar a sair do platô, sendo assim, você poderá praticar qualquer atividade física que ela vai te ajudar, mas, sem sombra de dúvidas, a melhor atividade física para combater o peso estagnado é a musculação.

E não é difícil de entender o motivo disso… a musculação promove o ganho de massa muscular e quanto mais massa muscular o seu corpo tiver, mais energia ele irá queimar naturalmente inclusive em repouso.

Se você imaginou que a melhor atividade seria a aeróbica errou porque para quem está em um processo de mudança de hábitos alimentares, muitas vezes passando algumas vontades, impor ao seu corpo uma atividade que aumenta a fome poderá atrapalhar o processo e a musculação promove uma perda que não é sentida com o desgaste momentâneo, mas sim com uma mudança na composição corporal.

Comece agora a praticar musculação

A musculação vai te ajudar a sair do peso estagnado e você pode começar a malhar na sua própria residência. Adquira os melhores equipamentos de musculação na Ergofit pelos melhores preços, com as melhores condições e com a garantia de que você será muito bem atendido em todas as etapas do processo. Acesse www.ergofit.com.br e conheça a melhor loja de aparelhos fitness da internet.

 

Melhor horário para prática de exercícios

Muitas pessoas ficam na dúvida do melhor horário para prática de exercícios, se é logo ao acordar, durante o dia ou a noite. Pensando nisso, nós reunimos algumas informações nesse post para você poder avaliar no seu caso qual o melhor horário de acordo com o seu perfil e a sua disponibilidade.

O horário para realizar as atividades físicas varia de acordo com o perfil de cada praticante, mas antes de qualquer coisa, o melhor horário é aquele que você esteja disponível. Sua disponibilidade de horário é o principal quesito a ser levado em conta, mas não o único.

Eu faço meu horário, qual devo escolher?

Se seu trabalho é flexível ou você está sem trabalhar, tem o dia todo para praticar sua atividade, nesse caso, você deve escolher o horário que você se sente melhor. Se ainda não sabe e quer começar a testar, comece pelos horários mais vazios da academia, que normalmente são na ordem dos horários menos movimentados para os mais movimentados:

1. Entre 9h e 11h e 14h e 17h: porque a maioria das pessoas está trabalhando nesses horários.
2. Entre 11h e 14h: algumas pessoas conseguem tirar o horário de almoço para treinar.
3. Entre 5h e 9h: antes de irem trabalhar, algumas pessoas frequenta a academia e esse número é maior do que o número de pessoas que treinam na hora do almoço.
4. Após as 17h: é o horário no qual se concentra o maior número de pessoas na academia, já que as pessoas deixam para treinar após o expediente e é também o horário que a academia disponibiliza o maior número de atividades além da musculação.

As vantagens de cada horário

Treinar logo no início do dia tem uma super vantagem. Você está totalmente descansado e seu corpo vai responder muito melhor pela manhã. É claro que há exceções, algumas pessoas simplesmente não conseguem fazer nada direito pela manhã, então não adianta forçar. Mas esse horário não é totalmente perfeito.

É preciso entender que não dá pra começar seu dia correndo 20 quilômetros ou dando “tiros” de 100 metros em 10 segundos… seu corpo estava em repouso total durante o sono, é preciso colocá-lo no ritmo devagar, sendo assim se você estiver treinando para uma atividade mais intensa, principalmente se for iniciante, é melhor não treinar nesse horário.

Quem treinar à noite tem a vantagem de dormir muito melhor, já que o corpo já está esgotado das atividades do dia e você termina de fadigá-lo, assim, irá dormir como uma pedra. Além disso, há uma outra vantagem importante. Para quem quer hipertrofiar, esse é o melhor horário para treinar, já que seu corpo cresce no descanso, então depois de treinar, e fazer a refeição pós-treino, descansar irá dar um resultado muito interessante.

A desvantagem de treinar a noite é que você já estará cansado das suas atividades do dia e pode ser que seu treino não renda tanto quanto nos outros horários, além disso, algumas pessoas têm mais dificuldade de treinar a noite.

Treine em casa

Se você não tem nenhuma disponibilidade de horário, que tal adquirir os equipamentos e treinar em casa? Na Ergofit, você encontra os melhores equipamentos com os preços mais acessíveis e forma de pagamento que te ajudam a montar sua academia em casa. Acesse www.ergofit.com.br e encontre os aparelhos de musculação que você precisa.

Alongamento pós-treino

Se você começou a praticar atividade física agora, provavelmente seu professor sempre diz para você realizar seu alongamento pós-treino. Mas você sabe por quê? Se você não sabe da importância de se alongar depois do treino e nem como fazer isso, acompanha esse post que nós vamos te falar tudo isso e muito mais.

A importância do alongamento pós-treino

Se alongar é importante independente da sua prática de atividade e o ideal é que você se alongasse todos os dias logo que acordasse, antes e depois da prática da atividade física. Mas caso você não faça isso tudo, pelo menos o alongamento pós-treino precisa ser feito.

Depois que você termina de realizar sua atividade, você precisa colocar seu corpo “de volta” no lugar, ou seja, você impõe a ele um esforço ao qual ele não está acostumado e depois precisa dar a ele um relaxamento para realizar as outras atividades do dia ou até mesmo para dormir.

Os benefícios do alongamento pós-treino

O alongamento pós-treino também traz uma série de benefícios para você tais como:

  • Redução da tensão nos músculos, porém nesse caso, se seu objetivo for hipertrofia, você precisa ter alguns cuidados especiais para não atrapalhar seus resultados como por exemplo não alongar o músculo do dia do treino dele.
  • Relaxamento muscular e a observação do item acima se mantém, porque o músculo cresce no repouso quando você causa micro lesões nas suas fibras, assim, se você relaxa demais o músculo treinado, ele não precisará se reestabelecer e assim não crescerá.
  • Maior flexibilidade: esse benefício irá te ajudar em tudo, inclusive a ter uma velhice muito mais independente… você não precisará de ajuda para se vestir, calçar seus sapatos ou até mesmo se limpar depois de ir ao banheiro se seu corpo se mantiver flexível.
  • Prevenção de lesões: muitas pessoas se lesionam porque não estão devidamente alongadas. Se seu corpo estiver mais flexível e seus músculos preparados para a atividade, a chance de lesão é menor.
  • Melhora na circulação: essa melhora é principalmente na circulação sanguínea, mas é também na circulação linfática.

Quais os melhores exercícios de alongamento pós-treino

No dia que treinar membros inferiores, realize alongamentos nos membros superiores e vice-versa. Os melhores alongamentos para os membros superiores são:

De pé, abrace seu braço direito estendido por 10 segundos, depois troque o braço. Após isso, coloque o braço por cima da cabeça e com a mão tente alcançar o mais baixo das costas que conseguir, ajudando com a mão oposta empurrando o cotovelo. Outro exercício interessante é segurar uma parece ou uma barra com o braço estendido perpendicular ao seu corpo e gire seu corpo para alongar o ombro… sempre repita o exercício com o outro braço.

Já os alongamentos para os membros inferiores podem ser os seguintes:

Mais uma vez de pé, com os joelhos estendidos, leve seu tronco em direção às pernas tentando tocar o chão ou pelo menos segurando as pernas no ponto mais baixo que conseguir, assim você irá alongar a parte posterior da perna e a panturrilha. Para alongar o quadríceps, segure seu pé atrás encostando no bumbum.

Para se alongar você já tem todas as informações nesse post… mas se quiser encontrar os melhores equipamentos para treinar, não deixe de conferir o site da Ergofit www.ergofit.com.br temos os melhores preços, com as melhores formas de pagamento e uma qualidade que só a Ergofit tem.

Banir o carboidrato é valido?

Comer de três em três horas, consumir carboidratos integrais, não consumir gorduras, comer pouco, comer principalmente legumes e verduras, não comer próximo da hora de dormir… já fez ou faz tudo isso e não consegue emagrecer? O que será que está acontecendo? Se você está “fazendo tudo certo”, por que não tem resultado?

Lamento te informar que te venderam o peixe errado! Infelizmente você não está fazendo tudo certo, pelo contrário, está fazendo tudo errado… te ensinaram errado. Antes que você desista desse texto por achar tudo isso uma loucura, vou te dar alguns motivos pra você acreditar nele.

Por que nos ensinaram a comer errado?

A resposta mais direta é que quando você se alimenta da forma saudável você não dá lucro a quase ninguém. Umas das indústrias mais ricas no mundo hoje são a indústria alimentícia e a indústria farmacêutica, essas duas faturam alto quando as pessoas se alimentam da forma orientada hoje até mesmo por médicos.

Nós fomos convencidos de que a gordura é pior que o açúcar, mas isso também não é difícil de entender. As pesquisas para determinar o grande vilão dos alimentos surgiram na época que o açúcar como conhecemos hoje explodiu como um produto industrializados que daria muito lucro aos empresários, estes investiram pesado para que se demonizasse a gordura e deixasse o açúcar e todos os alimentos altamente processados com uma imagem boa.

Basta que você veja o número de carboidratos que existem nas prateleiras dos supermercados com várias inscrições tentando te convencer de que o que é carboidrato integral é bom, que o carboidrato industrializado é melhor que os alimentos naturais, e por aí vai…

Gordura animal é melhor que alimentos integrais

Sim, você leu certo, as gorduras animais são melhores que os carboidratos integrais como pães, biscoitos, sucos de caixinhas e muitos outros que tentaram te convencer de que são bons. E para acreditar nisso, basta voltar algumas décadas e ver como nossos ancestrais viviam muito mais saudáveis.

Não havia obesidade, diabetes, câncer era muito menos comum e doenças como mal de Alzheimer e mal de Parkinson ninguém ouvia falar. Comer de três em três horas também foi uma invenção da indústria alimentícia para você comprar lanchinhos cheios de carboidratos e quando sentir fome 3 horas depois, achar normal, mas não, não é normal.

Como nossos ancestrais comiam?

Se você tiver mais de 30 anos vai se lembrar que nossos pais e avós não comiam de 3 em 3 horas, pelo contrário, eles faziam apenas 3 grandes refeições em um dia, quando tinham condições financeiras para isso, muitos ficavam apenas com café da manhã e almoço.

E como eram essas refeições? Cheias de alimentos integrais ou cheios de carnes gordurosas? Os queijos eram amarelos ou eles comiam polenguinho? A chamada “comida de verdade”, ou seja, baixo carboidrato, o mínimo de processamento é o que vai salvar muitas pessoas da diabetes e da obesidade.

Se você quer ter uma vida saudável, restrinja seu consumo de carboidrato àqueles que sejam de fontes naturais como dos legumes. Além disso, não deixe de praticar exercícios, você pode praticar até em casa, adquirindo equipamentos de qualidade e com preço acessível no site da ergofit.

 

Musculação: qual a idade certa pra começar?

Se você é adolescente ou tem um filho adolescente que está querendo começar a fazer musculação, hoje nós vamos esclarecer sobre a idade certa para começar a realizar treinos de força e hipertrofia, sem prejudicar o desenvolvimento ou crescimento do corpo.

Primeiramente é importante expor que não há um consenso entre os especialistas. Alguns dizem que a partir dos 6 anos de idade já é possível realizar treinos de força sem comprometer o desenvolvimento da criança, outros já sugerem que o ideal é só começar depois dos 17 anos. Entre esses dois grupos, encontramos especialistas que falam de 12 anos, 14, 16, uma idade para a menina e outra para o menino e por aí vai.

Afinal, com que idade posso começar a malhar

Atividade física pode e deve ser feita com qualquer idade, o corpo precisa se movimentar, mas a musculação com o intuito de aumentar a massa muscular não deve ser feita muito cedo e a explicação é bem simples.

Para que o músculo cresça, é preciso treinar até romper pequenas fibras musculares e depois se alimentar e dar o descanso ideal para que o corpo recupere essas fibras. Mas se o comprimento do músculo ainda não está definido porque o indivíduo ainda está crescendo, como será possível manipular o volume desse músculo?

Além disso, o corpo é sábio, ele direciona a energia para o que é mais importante. Se as fibras dos músculos foram danificadas, ele vai dispor energia para essa recomposição e não para o desenvolvimento do corpo, o crescimento na altura e etc.

Sendo assim, o ideal é que se comece a realizar treinos de força com o objetivo de hipertrofia apenas depois de parar de crescer e isso não é difícil de saber. Se o calçado ainda muda de tamanho, as calças continuam ficando curtas, cada vez a diferença de altura para a da sua mãe ou seu pai está mudando, isso é sinal de que você ainda está crescendo.

Enquanto não posso fazer musculação, o que devo treinar

Exercícios aeróbicos estão totalmente liberados. Eles ajudam a dar disposição e quando você puder fazer exercícios de musculação, o treino irá render muito mais. Se quiser crescer mais rápido para alcançar a altura que você gostaria de ter, esportes como vôlei e basquete ajudam muito, os atletas que praticam esses esportes não são altos por coincidência.

Em casa mesmo você pode fazer uma série de exercícios. Compre uma bicicleta ergométrica, uma esteira elétrica ou até mesmo um jump. Tudo isso você encontra bem baratinho na Ergofit. São aparelhos que você poderá continuar utilizando mesmo quando começar a fazer musculação.

Caso você já tenha parado ou deseje parar de crescer, pode também treinar em casa investindo em equipamentos de musculação que você encontra também na no site da Ergofit. Só não se esqueça de buscar orientação profissional, esta é indispensável em qualquer idade porque as lesões não dependem de desenvolvimento do corpo, mas sim da correta execução de cada exercício.

Agora que você já sabe se pode ou não fazer musculação, levante da cadeira e vá fazer o exercício que mais se adéqua a sua idade.

 

Os alimentos mais completos que existem

Nosso corpo necessita de nutrientes essenciais para viver bem. Qualquer alimento enche sua barriga, mas nem todo alimento te fornece o que seu corpo precisa para ter um funcionamento correto.

Os nutrientes são divididos em macro e micro. Os macronutrientes são as proteínas, as gorduras e os carboidratos. Existem proteínas essenciais e gorduras essenciais, mas não existem carboidratos essenciais. Sendo assim, os alimentos mais completos para sua saúde são aqueles com muita proteína, média gordura e pouco ou nenhum carboidrato.

Os micronutrientes são as vitaminas e minerais. Cada alimento tem uma quantidade de vitaminas e minerais, por isso é preciso variar o cardápio para que seu corpo receba tudo o que precisa.

O alimento mais completo

O alimento mais completo que existe já foi tido como um vilão da dieta e até a década de 90 era conhecido como o principal causador do colesterol alto. Se você tem 30 anos ou mais já vai se lembrar de que esse alimento é o ovo.

Hoje nós já sabemos que o ovo não eleva o colesterol e pode ser comido sem limitações. Seus níveis de proteína são dos mais altos, sua gordura é na maior parte saudável e por isso, tirar a gema também não é necessário como se falava há alguns anos.

Rico também em zinco, ácido fólico, ferro, potássio, manganês, entre outros, o ovo pode ser consumido de várias formas. Algumas pessoas o consomem até cru, mas isso não é muito indicado. Você pode consumir cozido, com a gema mole se gostar do famoso ovo poché, frito com ou sem gordura, mexido, feito omelete, entre outros.

Adicione ovos também em suas receitas. Procure escolher outros alimentos igualmente saudáveis, mas quando não for possível,mesmo assim inclua o ovo.

Outros alimentos completos para uma saúde completa

Um super alimento pouco falado, mas muito utilizado para os mais variados temperos é o alho. Não é a toa que quando alguém está gripado, se faz um chá com alho, afinal ele tem poder antiviral, anticoagulante e antimicrobiano.

O alho também é utilizado como expectorante e possui vitaminas e mineiras diversos. Use-o sem moderação para temperar seus alimentos. Quando mais in-natura melhor.

Temos outro tempero na lista, a cúrcuma, que em algumas regiões do Brasil é chamada de açafrão, tem ação anti-inflamatória, ajuda a desintoxicar o fígado, e pode ser utilizada até em queimaduras e cortes para desinfecção.

As folhas não poderiam ficar de fora da lista dos alimentos mais completos que existem. Elas são muito bem representadas pela couve. Baixíssima em calorias e carboidratos, é super rica em vitaminas A e B, e minerais como cálcio e ferro. Suas fibras ajudam no emagrecimento e na queima de gordura.

 

E tem algum suco de alimento completo?

Tem sim! O suco de limão é um exemplo. O limão é um alimento completo, rico em vitamina C e com isso ajuda a prevenir diversas doenças porque melhora o sistema imunológico.

Gostou dessa listinha? São alimentos nutritivos e muito gostosos. Aproveite e monte sua dieta sempre incluindo esses coringas.

Não esqueça que praticar exercícios físicos vai complementar sua saúde, além da alimentação. Pensando nisso, a Ergofit está com diversas promoções em seu site para quem quer adquirir equipamentos de musculação ou aeróbicos para treinar em casa ou montar uma academia.