O melhor treino de perna

Já foi o tempo que musculação era coisa de atleta ou de quem queria ficar “bombado”, hoje já foi provado que o melhor exercício para o corpo é o treino de força que promove ganho de massa. Tem que treinar o corpo todo, mas quem malha sabe que em cada época podemos dar foco em uma parte do corpo, e é por isso que o post de hoje vai te ajudar a realizar o melhor treino de perna.

Não importa se você é homem ou mulher, o treino de pernas precisa fazer parte da sua rotina de academia, dando mais ou menos ênfase, mas é necessário treinar. A maioria das mulheres já dá ênfase, seja porque gosta ou porque o corpo feminino é naturalmente mais volumoso na região inferior e isso o torna mais feminino, mas os homens costumam menosprezar o treino dos membros inferiores.

É mais difícil hipetrofiar as pernas?

Infelizmente a resposta é sim, basta você comparar a extensão dos músculos da coxa com a extensão de outros músculos como os do braço, do peito, das costas, do glúteo. É muito mais fácil aumentar o volume de músculos pequenos porque qualquer pesinho a mais que você coloca, já causa as microlesões necessárias para o ganho de massa muscular.

Por esse motivo, é preciso treinar com muito mais atenção e empenho, e para quem quer aumentar o volume e não apenas tornear as coxas, treinar até a falha. Quem já está avançado no treino pode até ficar debilitado no pós-treino logo que muda a série, de tão pesada que ela precisa ser.

É por todos esses motivos que levam as pessoas a desistirem que o post de hoje será dedicado a te oferecer o melhor treino de pernas de forma completa, ou seja, os exercícios, intervalos entre as séries, descansos, alimentação e como incluir também o treino de membros superiores.

Exercícios que compõem o melhor treino de pernas

Um exercício que está presente nas fichas desde os praticantes mais iniciantes até os mais avançados é a cadeira extensora. Esse é um exercício bastante isolado e que trabalha toda a extensão do quadríceps, além de utilizar apenas uma articulação e ser de fácil ajuste de carga proporcionando um melhor resultado nos treinos tipo bi-set.

Assim como a extensora, a flexora também tem um resultado interessante, mas nesse caso no músculo posterior da coxa. Ele pode ser realizado tanto na cadeira quanto na mesa flexora e também tem a versão em pé.

O legpress tem variações, você pode fazer o de 45º mais utilizado para hipertrofiar a parte anterior da coxa, mas também há o de 90º que também trabalha o posterior de coxa e os glúteos.

Conforme você avança seu treino, o seu professor irá indicar exercício como rack, avanço e agachamento. Procure realizar as séries até a falha e para conseguir isso dê ênfase aos seguintes pontos:

  • Amplitude máxima do exercício;
  • Execução perfeita;
  • Realização lenta;
  • Carga moderada o suficiente para conseguir realizar apenas entre 10 e 15 repetições, se não conseguir pelo menos 10 com perfeição, amplitude e de forma lenta está muito pesado, se conseguir mais de 15 é porque está muito leve.

Os melhores equipamentos para o seu treino de pernas você encontra na Ergofit. Entre em www.ergofit.com.br ou ligue para (11)3043-8300 e confira os nossos preços e condições de pagamento.

Compartilhar

Deixe uma resposta